Escola de Dança Ary Feitosa & Silvinha Escola

As danças de salão surgiram no século 14 nos bailes da nobreza européia, especialmente a Valsa, dançada em casais, o que era um avanço comportamental na época. No Brasil, os saraus dançantes do século 19 deram lugar a dança de salão, a partir de 1914, quando a suíça Louise Poças Leitão, evadindo-se da I Guerra Mundial, aportou em São Paulo. Ensinando Valsa, Mazurca e outros ritmos tradicionais para a sociedade paulista, Louise não imaginava que iria criar uma tradição tão forte, seguida por discípulos que continuariam seu trabalho. No Rio de Janeiro, a dança de salão cresceu nas mãos de Maria Antonieta que, com a ajuda de várias correntes de professores, tornou sua prática uma forma de ensino popular. Muitos anos se passaram desde então, Já estamos em pleno século 21, e as danças de salão são cada vez mais difundidas como forma de entretenimento, sociabilização e descontração entre as várias classes sociais. Há estilos para todos os gostos e idades. O importante é movimentar o corpo, sair do sedentarismo, fazendo uma atividade física prazerosa e muito alto astral, que faz bem para a saúde física e mental de todos. O ritmo é contagiante e as coreografias vão sendo aprendidas de forma fácil e divertida. Professor Ary Feitosa e Silvinha dançando Forró Pé de Serra e Universitário!

Nenhum comentário ainda É o dono desta escola?
Por: Amanda Mota Andrade

Unidades

Nenhum comentário ainda